Home Belford Roxo Policiais civis presos por furto de cabos na Baixada
Belford Roxo - Notícias - Polícia - 2 de junho de 2011

Policiais civis presos por furto de cabos na Baixada

Dois policiais civis lotados na Polinter, um agente penitenciário e mais nove pessoas foram presas em flagrante, ontem de madrugada, acusadas de furtar cabos telefônicos. O grupo foi surpreendido por policiais militares em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, com cerca de três toneladas de fios de cobre — carga avaliada em R$ 100 mil. Eles deverão responder por furto qualificado e formação de quadrilha.

O grupo foi abordado por equipe do 39º BPM (Belford Roxo), quando mexia em cabos subterrâneos na esquina da Av. Joaquim da Costa Lima com Rua Retiro da Imprensa. Eles usavam Kombi e dois caminhões caracterizados como de prestadora de serviços a uma companhia telefônica.

Wagner Martins e Marcos Martins de Oliveira, ambos de 53 anos, lotados no Núcleo de Capturas da Polinter da Pavuna e de Araruama e o agente penitenciário Marcelo Ferreira Gomes, 40, da Penitenciária Vieira Ferreira Neto, em Niterói, são suspeitos de atuar na proteção da quadrilha. Eles foram presos em um furgão da Polinter.

“Fingiam que faziam um serviço. Nós fazíamos ronda e suspeitamos da ação. Pedimos reforço. Os suspeitos apresentaram documento falso de ordem de serviço, dizendo que trabalhavam na empresa”, contou o sargento Brasil, que participou da ação.

Técnicos de firma terceirizada no bando

Dois técnicos de uma empresa terceirizada são suspeitos de integrar o bando. Segundo os policiais militares, o papel da dupla seria orientar os ladrões a roubar os cabos sem o risco de levar choques.

De acordo com a Corregedoria da Polícia da Polícia Civil, os agentes detidos podem ser expulsos. A Secretaria de Estadual de Administração Penitenciária informou que Marcelo Gomes está afastado, por problemas de saúde. O delegado André Pierroni, da 54ª DP (Belford Roxo), foi comunicado que o servidor preso faz tratamento psiquiátrico.

Memória: Capitães suspeitos de chefiar quadrilha na Zona Sul

Em agosto, dois PMs foram presos acusados de furtar cabos de cobre no Flamengo e em Botafogo. Apontados como chefes do grupo, os capitães Lauro Moura Catarino, do 2º BPM (Botafogo), e Marcelo Queiroz dos Anjos, do Batalhão de Choque (BPChoque), foram expulsos da corporação.

O grupo, que tinha dois PMs e nove técnicos, arrecadaria R$ 300 mil por mês e foi preso pela 9ª DP (Catete).

Fonte: O Dia Online

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …