Home Notícias Cidadania Duque de Caxias fará parte do programa de reciclagem Jogue Limpo
Cidadania - Duque de Caxias - Notícias - 6 de fevereiro de 2012

Duque de Caxias fará parte do programa de reciclagem Jogue Limpo

Duque de Caxias passou a fazer parte, nesta segunda-feira, 6 de fevereiro, das cidades contempladas pelo Programa Jogue Limpo, parceria entre o Governo do Estado, Prefeituras e postos de gasolina, que prevê a reciclagem de embalagens plásticas de óleos lubrificantes. A iniciativa foi lançada no posto Socape, no bairro Pauliceia, de onde foram coletados cerca de 100 vasilhames vazios de óleos lubrificantes. Segundo o secretário de Meio Ambiente de Duque de Caxias, Samuel Maia, 35 dos 91 postos estabelecidos na cidade já aderiram ao projeto.

 

O material foi levado para a empresa LMG Indústria e Comércio de Plástico, única empresa com licença do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para processar reciclagem de material plástico e que ficam em Duque de Caxias. “Com isso, milhares de embalagens que poderiam poluir nossa cidade vão ganhar um destino politicamente correto. O meio ambiente e as futuras gerações agradecem”, comentou Samuel, que pretende incluir no projeto a coleta de resíduos de óleo de cozinha. “Vamos negociar com os donos de postos de combustíveis e ampliar o raio de ação desta parceria”, disse o secretário.

 

O Programa Jogue Limpo, que já existe em cinco estados, se tornou possível depois da criação da Lei 12.305/2010, assinada em agosto daquele ano, que instituiu no Brasil a Política Nacional de Resíduos Sólidos. O objetivo era regular a reciclagem e o manejo dos resíduos de acordo com padrões pré-estabelecidos, criando mecanismos de controle para evitar a contaminação do solo, da água, e das demais áreas contaminadas pelo descarte inadequado de rejeitos que comprometiam a qualidade de vida.

 

A coleta e transporte do material é feita pela empresa Suatrans, especializada e autorizada pelo Inea a fazer o transporte dos resíduos. A expectativa é de que em 2012 sejam coletados 27 mil quilos/mês de embalagens nos 2.121 postos que aderiram à iniciativa nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Estado do Rio de Janeiro, e São Paulo (Capital), num total de 50 mil toneladas. A coleta do material é acompanhada por um programa de transmissão de dados que funciona em tempo real. “No ano passado, a marca ficou em 40 mil toneladas, número que pretendemos elevar de acordo com as novas adesões”, observou a assistente do Programa Marcello Azeredo.

 

Depois de processadas, as embalagens são transformadas em diversos produtos como outros vasilhames, baldes e masseiras usados em construção civil, conduítes e caixas de passagem elétrica, entre outros objetos. Estiveram presentes, ainda, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência do Estado do Rio de Janeiro, Ricardo Lisbôa Vianna, a secretária de Meio Ambiente de Mesquita, Kátia Perobelo, além da direção do posto Socape e outros convidados. No próximo dia 16, o Programa será lançado em Nova Iguaçu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …