Home Duque de Caxias Gabinete de Gestão Integrada discute violência contra mulher
Duque de Caxias - Notícias - 18 de julho de 2012

Gabinete de Gestão Integrada discute violência contra mulher

A violência doméstica contra mulher foi o tema principal da reunião mensal do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI/M) de Duque de Caxias realizada nesta quarta-feira, 18 de julho, na sede da Secretaria de Integração, Segurança Pública e Defesa Civil. Também foram abordados assuntos como drogas e atendimento às vítimas de violência que procuram a DEAM – Delegacia Especial de Atendimento à Mulher e drogas. A reunião foi presidida pelo subsecretário municipal de Governo e secretário executivo do GGI, Fabrício Gaspar Rodrigues.

Fabrício Gaspar fala dos avanços do GGI

O GGI é formado por representantes dos governos municipal, estadual e federal e da sociedade civil organizada, que apresentam e discutem ações voltadas para a melhor qualidade de vida da população. Desse encontro participaram representantes do Comitê de Articulação Local dos Territórios de Paz, do Ministério da Justiça, das polícias Rodoviária Federal, Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, CCS – Conselho Comunitário de Segurança – AISP 15, OAB/Caxias, CDV – Centro de Defesa da Vida, Secretarias de Assistência Social e Direitos Humanos e de Educação.            Sobre violência doméstica contra mulheres falou a coordenadora do Centro de Referência da Mulher, do Departamento dos Direitos da Mulher da Secretaria de Assistência Social e Direito Humanos, Renata Lemos. O órgão tem por objetivo atender e acolher as vítimas, visando romper o ciclo da violência e resgatar a auto-estima. Falou também da Lei Maria da Penha criada em agosto de 2006 e das violências física, moral, patrimonial e psicológica. Criado também em 2006, o Centro de Referência e Atendimento à Mulher vítima de Violência fez este ano mais de 400 atendimentos, em sua maioria de moradoras do primeiro distrito. Mulheres de Magé, onde não existe atendimento específico também procuram o Centro de Referência da Mulher do município que funciona com psicólogos, assistentes sociais e advogado junto ao Complexo da Assistência Social Juíza Olímpia Rosa Lemos, no bairro Centenário.

Renata Lemos do CR da Mulher recebeu fala da Lei Maria da Penha

            Pelo Centro de Referência do Homem (CRH), ligado ao Departamento dos Direitos da Mulher, falou o coordenador Paulo César da Conceição. Ele disse que a violência nasce de relacionamentos afetivos e falou do trabalho desenvolvido pelo CRH com ajuda de assistentes sociais, psicólogos e advogados. Nas reuniões, os homens agressores ou vítimas conseguem romper barreiras e refletir sobre o que fizeram. Também falou sobre o assunto a representante do Conselho de Mulher de Duque de Caxias e do Departamento dos Direitos da Mulher da SMASDH, Leila Costa. O CRH funciona na Avenida Jornalista Moacyr Padilha, em Jardim Primavera, no segundo distrito.

Leila Costa do Departamento dos Direitos da Mulher da SMASDH

            O tema voltará a ser discutido na próxima reunião do GGI, marcada para o dia 22 de agosto, às 9h30, no auditório da Secretaria de Educação, na Rua Prefeito José Carlos Lacerda, junto ao Mercado Municipal. Na ocasião deverá ser apresentada a estatística dos registros de violência contra a mulher no município em 2012, solicitada às autoridades de segurança presentes. No mesmo dia também será discutido acidentes nas estradas e a parceria das concessionárias CCR e Concer com a Guarda Municipal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …