Home Mesquita PM apreende 60 pedras que podem ser Oxi em favela da baixada
Mesquita - Notícias - Polícia - 29 de maio de 2011

PM apreende 60 pedras que podem ser Oxi em favela da baixada

Policiais do serviço reservado do Batalhão de Mesquita (20º BPM) podem ter feito a maior apreensão de oxi do Estado, na manhã deste sábado (28), na favela da Chatuba, em Mesquita, na Baixada Fluminense. Durante a operação, um homem foi preso.

Foram encontradas pelos policiais 60 pedras de uma droga desconhecida, que eles acreditam ser oxi, além de 259 pedras de crack, 47 trouxas de maconha e 112 sacolés de cocaína. Com o suspeito preso, foi apreendido um radiotransmissor. Uma pistola de fabricação argentina também foi encontrada, junto a uma farda do Exército brasileiro.

Os PMs faziam um levantamento sobre a comunidade quando foram atacados a tiros por pelo menos seis traficantes fortemente armados. Eles ficaram encurralados e o tiroteio durou aproximadamente 40 minutos. Os criminosos conseguiram fugir.

Um dos policiais que participou da operação disse que, em 15 anos na PM, nunca viu a droga apreendida na Chatuba. Somente uma exame pericial, no entanto, vai comprovar se o material é mesmo oxi, uma droga 40 vezes mais potente que o crack.

Os PMs também encontraram um pó cinza não identificado, que supostamente seria misturado à droga.
Policiais do serviço reservado do Batalhão de Mesquita (20º BPM) podem ter feito a maior apreensão de oxi do Estado, na manhã deste sábado (28), na favela da Chatuba, em Mesquita, na Baixada Fluminense. Durante a operação, um homem foi preso.

Foram encontradas pelos policiais 60 pedras de uma droga desconhecida, que eles acreditam ser oxi, além de 259 pedras de crack, 47 trouxas de maconha e 112 sacolés de cocaína. Com o suspeito preso, foi apreendido um radiotransmissor. Uma pistola de fabricação argentina também foi encontrada, junto a uma farda do Exército brasileiro.

Os PMs faziam um levantamento sobre a comunidade quando foram atacados a tiros por pelo menos seis traficantes fortemente armados. Eles ficaram encurralados e o tiroteio durou aproximadamente 40 minutos. Os criminosos conseguiram fugir.

Um dos policiais que participou da operação disse que, em 15 anos na PM, nunca viu a droga apreendida na Chatuba. Somente uma exame pericial, no entanto, vai comprovar se o material é mesmo oxi, uma droga 40 vezes mais potente que o crack.

Os PMs também encontraram um pó cinza não identificado, que supostamente seria misturado à droga.


Fonte:  R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …