Home Notícias Brasil e Mundo Dr. Bactéria alerta para riscos de alimentos que podem embolorar na cozinha das donas de casa
Brasil e Mundo - Notícias - 18 de fevereiro de 2013

Dr. Bactéria alerta para riscos de alimentos que podem embolorar na cozinha das donas de casa

Encontrou um pontinho de bolor num bolo, doce ou pão? Esqueça. Nem pense em cortar a parte com sinais de mofo e comer o resto. Essa atitude, aparentemente inofensiva, esconde uma série de riscos. A ingestão de alimento embolorado pode causar diarreia, alergias respiratórias, intoxicação alimentar e até câncer. Afinal, uma das substâncias encontradas em alimentos embolorados é a aflatoxina, potencial causadora de câncer.

 

Segundo o biomédico Roberto Martins Figueiredo, conhecido como Dr. Bactéria, quando um alimento tem marcas de mofo em uma parte, todo o restante pode estar contaminado por toxinas. “O fungo não é composto apenas pela parte visível. Quando é possível observá-lo na superfície do alimento, sua colônia já está bem desenvolvida na parte de dentro. É lá que são produzidas as substâncias nocivas, chamadas de micotoxinas, que variam de acordo com a espécie do fungo”, alerta.

 

Segundo Dr. Bactéria, os fungos mais perigosos são encontrados em grãos, com maior incidência nos industrializados, e também em frutas frescas e sucos de uva. Mas outros alimentos também representam riscos, como bolos, frutas secas, pães e doces. Tudo depende da armazenagem. O alimento não pode ficar exposto a umidade, calor e, em alguns casos, escuridão. Essas características proporcionam um ambiente adequado ao crescimento do bolor. No verão, por causa das altas temperaturas, o risco de contaminação aumenta.

 

Para quem acha esse tipo de preocupação paranoica, vale lembrar que um em cada três casos de intoxicação registrados no estado de São Paulo está relacionado ao consumo de alimentos preparados nas residências. O dado é da Secretaria de Estado de Saúde.

 

Veja abaixo dicas para evitar o bolor e o desperdício de alimentos nas cozinhas residenciais:
 – Mantenha os pães de forma na geladeira respeitando o prazo de validade
– Atenção nas condições de temperatura, umidade e no local de armazenamento dos alimentos
– Os não perecíveis não precisam de refrigeração, mas devem ser guardados em um local limpo e livre de umidade
– Hortaliças e frutas devem ser mantidas na geladeira
– Verifique se os sucos industrializados estão com a data de validade em dia e sem amassados na caixa. E não se esqueça de lavar as mãos sempre antes de manusear os alimentos

 

Se você tiver interesse em fazer uma pauta sobre esse tema, entre em contato com a assessoria de imprensa do Dr. Bactéria

 

Texto Sênior Comunicação

Abel Marques (amarques@textosenior.com.br, Leandro Haberli (leandro@textosenior.com.br) e Renata R. de Freitas (rrosa@textosenior.com.br)

Celulares: (11) 99109-2442 e (11) 98542-0860

Fixo: (11) 2826-5612

 

Sobre o Dr. Bactéria

 

Pseudônimo do biomédico Roberto Martins Figueiredo, Dr. Bactéria é um personagem midiático ímpar no Brasil – e talvez até no mundo. Apropriando-se do que ele mesmo define como “dona de casês”, isto é, uma linguagem simples, clara e objetiva, que pode ser facilmente entendida por leigos e também por profissionais e estudantes da área, Dr Bactéria difunde informações técnicas e de interesse público na mídia de todo o país, prestando um serviço importante para a promoção da saúde e do bem-estar de muitos brasileiros. Além de assinar diversos artigos em veículos de comunicação impressos e digitais, o biomédico já escreveu cinco livros e colabora regularmente com reportagens de jornais, revistas, sites, rádios e TVs de todo o Brasil. Formado em biomedicina, com especialização em saúde pública e marketing, pela FGV; e em engenharia da qualidade, controle de processos e auditorias da qualidade, pela POLI-USP, Roberto Figueiredo protagonizou a campanha do Ministério da Saúde de prevenção da gripe suína. Seus livros são: “Xô, Bactéria! – Tire suas Dúvidas com Dr. Bactéria”, “Programa de redução de patógenos”, “Como não comer fungos, bactérias e outros bichos que fazem mal”, “Armadilhas de uma cozinha” e “Dr Bactéria – Um guia para passar a vida a limpo”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …