Home Notícias Ciferal vai contratar jovens com deficiência intelectual
Notícias - Nova Iguaçu - 16 de abril de 2012

Ciferal vai contratar jovens com deficiência intelectual

O encaminhamento de pessoas com deficiência para o mercado de trabalho feito pela Prefeitura de Nova Iguaçu está rendendo bons resultados. Cerca de 30 jovens com deficiência intelectual foram encaminhados para preencher as vagas disponíveis na empresa Ciferal Marcopolo.

 

De acordo com a secretária municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a iniciativa é pioneira e está em consonância com as políticas inclusivas do governo Sheila Gama. “Foi uma determinação da empresa que as vagas fossem preenchidas por jovens com deficiência intelectual, o que nos deu muita alegria, já que estes jovens só precisam de uma oportunidade para mostrar seu potencial”, ressaltou Daniela.

 

Nesta sexta-feira (13-04), a assistente social da Apae, Solange Dutra, e a psicóloga da Ciferal Marcopolo, Beatriz Lopes, realizaram a segunda etapa do processo seletivo para contratação dos novos funcionários. Os candidatos foram submetidos a testes de atenção e coordenação motora. “Eles vão finalizar a montagem da carroceria, como as peças do painel dos ônibus, por exemplo, então vão precisar ter concentração e habilidade manual”, explicou a assistente social da Apae.

 

A idealizadora do projeto dentro da Ciferal, Beatriz, explica que a empresa está se preparando para receber os funcionários mais que especiais. “Estamos adaptando uma sala específica para eles no setor de treinamento da empresa, eles terão um instrutor o tempo todo com eles. A carga horária é de quatro horas, dividimos em dois turnos para que possam conciliar com a escola. Temos certeza que os novos funcionários vão nos surpreender em eficiência”, ressaltou.

 

Além dos benefécios, transporte especial; cesta básica; plano de saúde e seguro de vida, os contratados terão também participação nos lucros da empresa, como todos os outros funcionários.

 

Aluna do Centro Municipal de Educação Especial Paul Harris, Mariana Mol, de 19 anos, não esconde a ansiedade em começar a trabalhar e já faz planos para o primeiro salário. “Vou gastar tudo com roupas, mas também vou ajudar a minha mãe. Ela vai ficar feliz”. Assim como Luíz Felipe Fernandes, 27, o jovem Jonathas de Albuquerque, 21, sempre desejaram trabalhar, mas nunca tiveram uma oportunidade. “Pedia para minha mãe me arrumar um emprego. Sou diferente, mas quero trabalhar. Se me ensinar eu aprendo”, disse Luiz Felipe, sem esconder a empolgação.

 

Cadastro

 

A Semdpdef continua cadastrando pessoas com deficiências para encaminhamento ao mercado de trabalho. Para participar, o interessado ou o responsável legal deve enviar email para semdpdef.ni@gmail.com, informando os dados da pessoa e o tipo de deficiência. O cadastro também pode ser feito pelo telefone 2667-7649, ou na Semdpdef, que fica na sede da Prefeitura (Avenida Athaíde Pimenta de Moraes, 583, Centro).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …