Home Notícias Condomínio ecológico em Tinguá entrega primeiras casas
Notícias - Nova Iguaçu - Rio - 24 de janeiro de 2013

Condomínio ecológico em Tinguá entrega primeiras casas

vale

A incorporadora Eco Tinguá entrega, em fevereiro, as primeiras casas do condomínio Vale do Tinguá, primeiro residencial ecológico da Baixada Fluminense. No total o condomínio terá 125 casas projetadas com aproveitamento de ventilação e iluminação natural, além de várias iniciativas ecológicas, como muros verdes, aquecimento solar da água, tratamento ecológico do esgoto, sistema para fertilização natural da terra, telhados verdes, reaproveitamento de água de chuva e piscina ecológica.

O vale possui uma piscina ecológica
O vale possui uma piscina ecológica

 Localizado na Estrada Federal de Tinguá, 10.520, na cidade de Nova Iguaçu, o residencial é um condomínio construído em uma região onde a natureza é a estrela principal. Seja para morar ou para passar as férias, as famílias terão um clima de interior, com toda infraestrutura e conforto de cidade grande. O visual “rústico fino” e as iniciativas ecológicas são apenas alguns trunfos do empreendimento.

Plantas no telhado.
Plantas no telhado.

“A proposta do Vale do Tinguá é aplicar ações sustentáveis, garantindo uma correta e racional utilização de recursos naturais, que vão desde a construção até a manutenção do condomínio”, afirma Júlio Peixoto, sócio-diretor da Eco Tinguá.

Peixoto complementa que entre os diferenciais do Vale do Tinguá estão madeiras certificadas, telhas ecológicas, piscina natural, posicionamento estratégico das casas para ventilação cruzada, iluminação natural, e estrutura para coleta seletiva de resíduos, além de outras iniciativas como o tratamento ecológico do esgoto das casas por meio de biodigestores, que também ajudam na fertilização natural da terra.

 “É um conceito inovador para a região. Será o primeiro empreendimento com este porte. Teremos, no total, 125 casas, que poderão ser de um ou de três quartos. Espaço não vai faltar”, ressalta o diretor da Eco Tinguá.

O verde predomina no condomínio
O verde predomina no condomínio

  Além de tudo isso, o Vale do Tinguá vai oferecer diversão para todas as idades, com mais de 20 itens de lazer, áreas para contemplação e atividades rurais. Os preços e as condições de pagamento também merecem destaque. De acordo com Silvio Ferreira, diretor da Órion Imobiliária, responsável pela comercialização do empreendimento, as unidades têm preços a partir de R$ 292 mil.

“O cliente pode financiar 50% durante a obra e os outros 50% pelo banco quando receber o imóvel”, explica Ferreira.

 No local há uma casa decorada disponível e o cliente poderá escolher entre os três tipos de casa que mais se aproxima do seu perfil familiar.

 Lazer: espaço teen, salão de festas, campo de futebol, churrasqueira, quadra de vôlei de praia, quadra de badminton, quadra de tênis, playground, salão de jogos, quadra de squash, mini golfe, fogo de chão, espaço maior idade, academia ao ar livre, pista de caminhada, baias para cavalos, mini fazenda, campo de bocha e pista de skate e patins.

 Lazer aquático: lago de mergulho, piscina com raia, bar molhado e sauna ecológica.

 Áreas de contemplação: lago ornamental, praça dos namorados, área de conveniência, mirante, redário, praça de leitura, espaço zen, praça de alongamento, praça das flores, pomar, casa de vegetação, horta orgânica e borboletário.

 Iniciativas Ecológicas:

         Áreas de uso comum:

· Bomba solar para movimentação de água;

· Sensores de presença em algumas áreas de uso comum;

· Torneiras com temporizador;

· Aproveitamento da água de chuva para uso na irrigação e limpeza nas áreas de uso comum;

· Sistema de compostagem para fertilização natural da terra;

· Lago de mergulho, cuja água é tratada por processos biológicos e mecânicos sem utilização de produtos químicos;

· Ecosauna: um conceito novo da sauna a vapor, que substitui as máquinas de vapor convencional pelo “vapor espontâneo”. Baixo consumo de energia e está pronta para uso em 15 minutos;

· Processo construtivo racionalizado evitando o desperdício de materiais;

· Utilização de tratamento ecológico do esgoto;

· Pontos de coleta seletiva de fácil acesso e uma central para recepção do material, além da instalação de lixeiras especiais para coleta de pilhas, baterias e óleo;

· Pavimentação com paralelepípedos assentados com areia, facilitando a drenagem das águas da chuva, evitando alagamento, além de calçadas gramadas com caminhos de placas de concreto.

Nas casas:

· Uso do tijolo de solo cimento que reduz a emissão de gás carbônico;

· Tetos verdes que ajudam na redução da temperatura (opcional);

· Boiler com aquecedor solar;

· Telhados ecológicos produzidos com material reciclado (opcional);

· Utilização de madeiras certificadas pelo IBAMA;

· Vasos sanitários com caixa acoplada de duplo acionamento para economia de água;

· Hidrômetros individuais para melhor controle do consumo;

1 comentário

  1. Solicito a gentileza do receptor desta mensagem em fazer chegar às mãos do responsável que possa responder ao abaixo descrito:
    Lendo matéria OGlobo hoje gostaríamos de convidar Sr. Julio Peixoto para uma palestra na sede Lagoa do Clube Militar sobre o assunto em pauta,considerando a importância da conscientização da sociedade nas iniciativas sustentáveis bem como a propriedade do tema nos tempos atuais.Temos um Curso que já existe há 40anos, hoje com um público em torno de 75 sras.,no qual seria inserido o palestrante. As aulas são às 4a.feiras, das 14:30 às 16:00hs. e, havendo interesse e possibilidade nessa divulgação, daremos outros detalhes.
    Grata. Edna Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …