Home Notícias Curso online de manejo clínico da dengue está disponível
Notícias - Nova Iguaçu - 4 de junho de 2012

Curso online de manejo clínico da dengue está disponível

O curso online com as novas recomendações sobre a dengue, para profissionais de saúde, já está disponível. A iniciativa, resultado de uma parceria do Ministério da Saúde (MS) com a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), tem o objetivo de fazer com que médicos e enfermeiros da atenção básica e da urgência e emergência aprendam ou se aperfeiçoem no diagnóstico e tratamento da dengue.

 

O curso é composto por módulos, totalmente auto-instrutivo, não há tutores, podendo ser feito diretamente pela internet. São quatro casos clínicos a serem solucionados pelos participantes. Cada caso deve demandar, em média, 15 minutos para ser completado, podendo estender-se de acordo com a necessidade de pesquisa dentro do conteúdo do curso. O endereço eletrônico é www.unasus.gov.br/dengue.Para facilitar, a plataforma à distância é compatível com smartphones e tablets e ainda há a opção de efetuar o download do conteúdo e desenvolver o curso sem acesso à rede, por computador ou celular. Outra ferramenta disponível é um aplicativo para o sistema Android que pode ser baixado no celular para guiar o profissional da saúde quando efetuar a classificação clínica da doença.

 

O Ministério da Saúde acredita que esse curso será uma ferramenta adicional na qualificação de equipes de médicos e enfermeiros da atenção básica e de urgência e emergência, pois oferecerá os conhecimentos necessários para manejar, diagnosticar e tratar os casos de dengue.

 

Por meio do esforço das autoridades brasileiras e da sociedade civil para controlar a doença, o Brasil conseguiu reduzir em 28% o número de casos de dengue entre 2010 e 2011. Os registros e óbitos da doença também têm alcançado significativas quedas ao longo dos anos. A redução sustentada no número de casos graves e óbitos se deve, principalmente, à organização da rede pública de saúde em todo o país, a ampliação no fluxo de atendimento e, sobretudo, ao diagnóstico precoce.

 

Também se destaca como contribuição para esta redução, o esforço dos profissionais de saúde e as atividades de vigilância e controle do mosquito Aedes aegypti, realizadas pelos agentes de saúde e população, contribuindo dessa maneira na redução do impacto das epidemias de dengue.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …