Home Notícias Cursos e Concursos Nova Iguaçu faz concurso para área de educação especial
Cursos e Concursos - Nova Iguaçu - 12 de outubro de 2012

Nova Iguaçu faz concurso para área de educação especial

Pela primeira vez na história, a Prefeitura de Nova Iguaçu realizou um concurso para professores com especialidade em educação especial. A rede tem mais de mil estudantes com algum tipo de necessidade especial e a entrada desses novos profissionais, segundo especialistas, vai dar mais dignidade aos alunos, ao mesmo tempo em que valida as questões do direito à cidadania plena.

 

Ao todo, são 58 profissionais convocados para as funções de Intérprete de Libras, Professor II – Atendimento Educacional Especializado (AEE), Professor II – Braile, Professor II – Intérprete de Libras – Professor Ouvinte (que atuarão nas salas de recursos, no atendimento educacional especializado) e professores itinerantes, que farão o acompanhamento das crianças em diversas unidades escolares.

 

Para Márcia Carvalho, responsável pela Educação Especial na Secretaria Municipal de Educação (Semed), as crianças portadoras de necessidades especiais serão as maiores beneficiadas com a presença desses novos educadores. “Estes profissionais têm formação específica para melhor atender o aluno incluído com necessidades educacionais especiais. Todo esse trabalho vem qualificar o movimento de inclusão na rede municipal de Nova Iguaçu”, finalizou Márcia.

 

Os professores foram encaminhados para as escolas na última semana de setembro. Eles vão atuar nas escolas que oferecem salas de recursos e em turmas regulares, como é ocaso do Intérprete de Libras. De acordo com Márcia Carvalho, o concurso veio para fortalecer o trabalho que já vinha sendo realizado. Na Escola Municipal Monteiro Lobato, por exemplo, desde o início do ano duas turmas de 5º e 6º ano já trabalham com o profissional. No primeiro caso, a turma é formada por 12 estudantes com problemas auditivos. Já no segundo, são nove alunos incluídos em uma turma regular de 35 colegas.

 

A secretária de Educação, Sandra Gusmão, afirmou que a entrada desses novos profissionais demonstra o olhar que a Prefeitura tem com os estudantes portadores de necessidades especiais. “Desde que assumimos, estamos buscando a melhora da qualidade da educação em nosso município. Queremos que todos os nossos estudantes estejam integrados e socializados, dando-os direitos iguais”, concluiu a secretária.

 

Professores

 

Também profissional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Luís Cláudio da Silva Souza passou no concurso como Intérprete de Libras e ficou lotado na Escola Municipal Monteiro Lobato. Para ele, a presença dos intérpretes em sala de aula é imprescindível.

 

“Um aluno surdo, sem a presença do profissional de Libras, acaba não tendo acesso ao conteúdo dado para os estudantes, já que os surdos apresentam como barreira a linguística. Portanto, o intérprete proporciona a igualdade de oportunidades para eles”, concluiu Luís.

 

Já Patrícia de Araújo Peixoto passou para o cargo Professor II – Agente Educacional Especializado (AEE) e atuará na Escola Municipal Marinete Cavalcante de Oliveira. Foi a primeira vez em que prestou concurso para a área e ficou contente e ver o seu nome na lista de convocados.

 

Segundo a profissional, o fato da cidade estar olhando para a inclusão dos estudantes portadores de necessidades especiais é louvável. “É preciso que estes alunos recebam este tipo de atendimento. Na sala de recursos, por exemplo, estamos trabalhando direto no foco, trabalhando especificamente a dificuldade que o estudante possui”, finalizou Patrícia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Inscrições abertas para a Unidade São João de Meriti do Senac RJ

O calendário de cursos da unidade São João de Meriti do Senac RJ está …