Home Notícias Prefeitura de São João de Meriti participa de operação de implosão do Terminal da Pavuna
Notícias - São João de Meriti - 6 de fevereiro de 2012

Prefeitura de São João de Meriti participa de operação de implosão do Terminal da Pavuna

A Prefeitura de São João de Meriti, através das secretarias de Ambiente e Defesa Civil e Segurança e Transporte, participou da operação de implosão do terminal rodoviário da Pavuna, realizada pela prefeitura do Rio de Janeiro, na manhã deste domingo (05). Além da rodoviária, que já havia sido desativada, foram implodidos um prédio comercial anexo, com dois andares, e um edifício garagem de seis andares, com 8.000 m². O prefeito Sandro Matos e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, acionaram juntos o detonador. A implosão, que durou menos de 10 segundo e usou 250 quilos de explosivos, foi considerada um sucesso.

“Essa ação é muito importante porque primeiro: vai acabar com a bagunça estabelecida na rodoviária, que interligava os municípios da Baixada com a capital, sendo alvo de muitas reclamações dos moradores de muitos municípios. E ainda consiste no processo de revitalização, tanto do Centro de São João, que entra na conclusão da sua primeira fase em março, quanto da Pavuna”, declarou o prefeito Sandro Matos, acompanhado do deputado federal Marcelo Matos (PDT) e dos secretários municipais de Ambiente e Defesa Civil, Zilto Bernardi, de Obras e Urbanismo, Samuel Chuster, e de Segurança e Transporte, coronel Romão Vilaça.

O trabalho dos agentes da Defesa Civil, da Cet-Meriti, Guarda Civil Municipal e da Ordem Urbana, coordenados pelo subsecretário de Defesa Civil major Alexandre Silveira, iniciaram o trabalho de orientação e evacuação de moradores de 897 imóveis localizados dentro da área de segurança de 150 metros, no início da manhã. A meta era retirar todos e garantir a segurança da população. Pessoas com dificuldades de locomoção tiveram atenção especial. A aposentada Lopes Viana, de 62 anos, moradora da Avenida Rio Pavuna, com o fêmur fraturado em um acidente doméstico foi levada a um local seguro por servidores da Prefeitura e ficou monitorada por agentes de saúde. “O pessoal foi muito atencioso e minha mãe ficou bem”, declarou a filha da aposentada, a comerciária Nélia Viana, de 28 anos. Com um bebê de 45 dias, a dona de casa Luciana Simões, de 34 anos, também elogiou o trabalho dos agentes de São João de Meriti. “Recebemos o folheto com as informações e as explicações do pessoal ontem (sábado) e hoje foi tranqüilo. Só demorei um pouquinho para sair porque estava dando banho e de mamar ao meu filho”, revelou. Alguns moradores da Avenida Rio Pavuna chegaram a se recusar a sair, pois queriam ver de perto a implosão, mas acabaram convencidos pelos agentes. Os moradores das sete ruas que estavam dentro do raio de segurança contaram com quatro pontos de apoio, com cadeiras. Ambulâncias da secretaria municipal de Saúde ficaram à disposição, mas não houve necessidade de usá-las. “Parabéns a todos pelo trabalho. A operação foi um sucesso”, comemorou ao subsecretário com seus comandados.

Após a implosão, agentes da Defesa Civil fizeram uma inspeção visual dos imóveis para saber se houve algum dano, mas não encontraram nenhuma anormalidade. “Vamos deixar as equipes e um centro de operações provisório instalado aqui para que os moradores possam esclarecer dúvidas e relatar qualquer anormalidade”, declarou o subsecretário de Defesa Civil. Os agentes permanecerão no local ao longo da semana.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Artista plástico Paullo Ramos morre aos 70 anos

Morreu na madrugada de segunda-feira (06/04/2020) o artista Plástico Paullo Ramos. Paullo …